sábado, 10 de dezembro de 2011

A História do Símbolo do Iron Maiden



Edward T. Head, ou simplesmente Eddie, como é chamado, é a criatura que virou símbolo, ou ícone do Iron Maiden. É praticamente impossível falar da banda inglesa sem citar Eddie. Uma coisa não existe sem a outra.

Origem
Inicialmente, Eddie era apenas uma mascára (criada por Dave Beasly) que ficava nos cantos dos palcos onde a donzela de ferro se apresentava, espirrando sangue falso pelos orifícios. Mas por que esse nome?  O apelido foi dado por conta de uma piada que rolava na época em Londres:  "Uma mulher deu à luz uma criança que não tinha braços, pernas ou tronco. Era só uma cabeça e seu nome era 'Eddie' ('the Head' significa 'a cabeça ' em inglês). O médico disse a ela para não se preocupar, pois ele conseguiria um corpo adequado para o bom Eddie em um ano ou pouco mais. Assim, um ano mais tarde, o pai de Eddie chegou em casa no aniversário do menino e junto de toda família disse: 'Bem, hoje é seu aniversário e, garoto, temos uma surpresa para você, o melhor presente de todos!'. Ao ouvir isso, Eddie retrucou: 'Ah, não! outro maldito chapéu não!'"  Ok, voltemos a história. O grupo então conheceu o desenhista Derek Riggs, que fez um corpo para o Eddie, baseando-se numa foto da guerra do Vietnã, onde mostrava um tanque com uma cabeça de um soldado morto em cima dele. 



Primeiras Capas e Polêmicas
Eddie apareceu primeiramente na capa do single "Running Free". Mas claro, não demoraria muito para Ed criar polêmica. Uma das aparições mais polêmicas dele foi na capa do single Sanctuary, em que aparece matando a primeira ministra inglesa, Margareth Tatcher, com uma faca. Não preciso nem dizer que a capa foi censurada e gerou diversos processos contra a banda. Depois, a primeira ministra aparece novamente na capa do single Woman In Uniforme, agora, espreitando o Eddie.

No palco
Após ter sua face revelada, Eddie começou a aparecer no palco, como um membro da banda que não toca instrumentos, apenas aparece. Sua primeira aparição foi no clipe The Number of The Beast, onde ele passeava entre os integrantes da banda, assim como fez na sua turnê de estréia, a The Beast on The Road. Já na turnê seguinte, a banda adotou novidades: a cabeça que ficava atrás do palco, ganhou mais efeitos e ficou muito maior. Assim, Eddie começou a aparecer 2 vezes, uma de corpo inteiro andando no palco, e outra atrás da bateria, em tamanho maior.

O mascote já apareceu de várias formas, já foi para o hospício, já lutou com o diabo, foi desde pro futuro e também para o passado, além de ter sido mumificado, e por aí vai.
Mas apesar de toda a fama, Eddie causou mais alguns problemas a banda. Na segunda vinda da banda ao Brasil, em 1992, ele ficou preso na alfândega do aeroporto no Rio de Janeiro, devido aos seus 2 metros de altura. Mas  depois das explicações, ele foi liberado. 
Outro fato que é bastante curioso, é que a maioria das capas do Iron Maiden apresenta uma ordem cronológica. Por exemplo, na capa do Piece of Mind, Eddie teve seu cabelo raspado, sua cabeça aberta e depois fechada com parafusos. Estes parafusos aparecem em quase todas as capas desde então. 
Já na capa do Live After Death, aparece em uma lápide, o seu nome completo, junto com uma citação de H. P. Lovercraft.

Certamente, o simpático zumbi, deixou de ser apenas um adorno, para ganhar personalidade própria e conquistar os fãs do Iron de todo o planeta. Eddie pode ser colocado na capa de algum disco, sem nem por o nome da banda, que já sabemos  a que grupo o disco pertence. 

4 comentários:

  1. Legal e bem interessante so faltou mais algumas capas como a de "Running Free" :) PS: peguei o testo e dei credito a vocês tem algum problema ? se tiver me avise que eu retiro imediatamente :)

    ResponderExcluir
  2. tudo bem, pode usar mas lembre sempre dos créditos, e volte sempre.

    ResponderExcluir
  3. muito massa o eddie é o mais foda da banda ! k

    ResponderExcluir
  4. afffe 99,9% da post é copiada da Wikipédia

    ResponderExcluir